sexta-feira, 26 de junho de 2009

Michael Jackson


Não pela trama desenfreada da sua vida (cirurgias, cirurgias, crianças), que pelos últimos dias era o que mais chamava atenção e escondia o rei do pop num papel constragedor, pra mim pouco importa; mas por suas músicas sempre eternas, pela voz insubstituível, que é incansável de ouvir...


6 comentários:

Jaquelyne A. Costa disse...

Isso mesmo, amiga!!
Obrigada por lembrar o Michael dessa maneira!
As pessoas se apegam aos problemas... e porque não reconher seu talento?!!

Espero que ele seja sempre lembrado da melhor maneira possível!

Beijos, Bianquita!!

menina disse...

eu gostava dele quando ele era negao! os melhores trabalhos sao desta "fase"

bjos

Poeta Mauro Rocha disse...

Ídolos são sempre ídolos!

Tenha um ótimo fim de semana.

Menino-Homem disse...

é inegável a revolução musical e de estilo que influenciou muitas gerações, até mesmo as de hoje.

beijos.

bia de barros disse...

A obra faz o homem,

'E qual será meu marco?' - pergunta-se o poeta.

E todos os artistas vão no mesmo barco...

bjs de luz,
;*

Maria disse...

Estou tão triste =(((